novidades

O elogio da imitação

Já dizia Charles Caleb Colton que “a imitação é a mais sincera forma de elogio”, pelo que foi com grande satisfação que verificámos que a nova interface do LegiX está a “fazer escola” no mercado.

Desde a disposição dos resultados encontrados, até à posição e à ordem dos filtros de pesquisa, passando pelas barras verticais coloridas no lado esquerdo da lista de resultados ou pela indicação dos diplomas revogados nos resultados da pesquisa e referências na jurisprudência – todos estes elementos aparecem agora emulados noutras aplicações.

De facto, quando alguém encontra a solução ideal, porquê (re)inventar a roda?

Contudo, e como quase sempre acontece nestes casos, alguns aspetos mais elaborados e difíceis de implementar – como o scroll infinito da lista de resultados, a possibilidade de visualizar na totalidade o texto dos diplomas consolidados, a pré-visualização dos documentos referidos num texto ou os menus de contexto associados aos documentos devolvidos na lista de resultados – continuam a encontrar-se apenas no LegiX.

Relativamente à pesquisa, é também natural que o LegiX seja a ferramenta que continua a oferecer os resultados mais relevantes do mercado, dada a experiência que a Priberam tem acumulado na área da pesquisa semântica e implementado quer no LegiX, quer em grandes produtores de conteúdos que diariamente usam a sua tecnologia.

Este refinamento dos resultados de pesquisa é fundamental porque o LegiX permite o acesso ao maior acervo jurídico disponível no mercado, designadamente a informação publicada no Diário da República, a versão integral da EUR-Lex, a informação que se encontra no sítio da DGSI, dezenas de revistas de doutrina, circulares e ofícios circulados da AT, referências bibliográficas e mais de 1200 diplomas consolidados e anotados.

A presente versão do LegiX, que se baseia na nuvem e pode ser acedida a partir de qualquer computador ou dispositivo móvel, foi apresentada publicamente em fevereiro de 2016 e resulta de um grande investimento na área da usabilidade e experiência de utilização, de testes e validação de diferentes opções com grupos de utilizadores e da análise do resultado de inquéritos feitos aos utilizadores do LegiX.

Uma vez mais, como tem acontecido ao longo de 25 anos de LegiX no mercado, a Priberam volta a definir o estado da arte e, quando vemos outros a aplicar o padrão LegiX à sua interface, limitamo-nos a interpretar o facto como sendo o reconhecimento do saber-fazer da Priberam… e o valor do “seu braço Direito”.